Nascido em quatro de abril de 1997, Raul José Cardoso não mostrou aptidão para o futebol nos primeiros passos. Seus chutes iniciais foram no ar, na prática da capoeira. Tal esporte, no entanto, ficou pelo caminho para dar espaço à bola. Nas quadras de futsal da cidade de Cascavel, no oeste do Paraná, a dedicação e a velocidade se juntaram à habilidade e ao incentivo do pai Everaldo. A sequência se mostrou promissora e gerou a migração para os gramados.

“Meu pai foi o grande incentivador da minha carreira. Eu nem dava muita atenção para falar a verdade. Tinha todas as forças voltadas para a capoeira, que eu praticava na época. Só que era muito novo, tinha cinco anos e sempre seguia meu pai. Acabei pegando gosto pelo futsal depois que entrei para a escolinha”, conta.

O convite para jogar no Grêmio chegou depois da participação da Taça Saudades, no interior de Santa Catarina, quando vestia a camisa do Centro de Formação Esportiva Konrad – CEFA, um projeto da Konrad Sports, que cuida da carreira do atleta. Atuando com meninos dois anos mais velhos, não se sentiu intimidado e chamou a atenção do clube gaúcho. A mudança para a capital do Rio Grande do Sul não foi fácil. Junto de mais cinco jovens, na transição dos onze para os doze anos, desembarcou em Porto Alegre para dar início a um sonho. Ainda bem novo, segurou as pontas morando com a família de um amigo por mais de ano. A mãe Rosária chegou, de forma definitiva, após duas temporadas.

Nas categorias de base do Tricolor contou com a receptividade do técnico Luiz Gabardo Jr., com quem construiria um laço de extrema confiança ao longo do tempo. Em uma das equipes mais promissoras do Brasil, conquistou uma sequência de títulos, ultrapassou barreiras rapidamente e atingiu a Seleção Brasileira Sub-17 – novamente atuando com garotos acima da sua idade. Em 2012, foi vice-campeão da Copa Nike Friendlies, disputada nos Estados Unidos.

“Depois da disputa da Copa Carpina, onde consegui fazer bons jogos, fui chamado para a Seleção. Bem difícil imaginar que no Brasil inteiro conseguiria entrar em uma lista com jogadores até dois anos mais velhos que eu. Foi uma experiência muito boa na minha trajetória”, aponta.

Se voltarmos no tempo, antes de tudo isso, em certo domingo de 2010, Raul puxou o telefone e avisou o pai que não queria seguir no futebol. Conhecendo bem o filho, seu Everaldo afirmou que enviaria a passagem assim que possível.

“Passou um dia, passou dois dias e eu seguia esperando a passagem. Aí no terceiro dia nem lembrei mais de pedir. Foi passando e agora estou aqui. Fui me distraindo e só lembrei agora”, se diverte o menino.

Ficha técnica
Raul José Cardoso
Data de nascimento: 04/04/1997
Local: Cascavel/PR
Altura: 174cm
Clube atual: Grêmio/RS

Títulos
– Campeonato Gaúcho Juvenil (2014)
– Copa Carpina Sub-16 (2012)
– Campeonato Brasileiro Sub-15 – BH Cup (2012)
– Campeonato Gaúcho (2012)
– Campeonato Gaúcho – Noligafi (2012)
– Campeonato Gaúcho (2011)
– Campeonato Infantil Pan Americano – Efipan (2010)
– Campeonato Gaúcho (2010)

 

GALERIA DE FOTOS
Flickr Aguante

TODOS OS RELEASES
Raul

REDES SOCIAIS
Instagram Facebook

  • Share:

FALE CONOSCO

A Aguante está de portas abertas para recebê-lo.