Dener

Natural de uma das mais tradicionais cidades do interior gaúcho, Dener Assunção Braz nasceu em junho de 1991, no município de Bagé, um dos limites entre Brasil e Uruguai. E foi em sua cidade de origem que começou no futebol ainda jovem, na antiga AABB Setur/Guarany. Aos 15 anos disputou o torneio chamado ‘Fronteiraço’ contra outras equipes do Estado e do Uruguai. Improvisado pelo treinador Nei Ferraz como zagueiro, recebeu o prêmio de destaque da competição e ainda sagrou-se artilheiro. Na mesma temporada o time chegou até a terceira fase do Gauchão Infantil, sendo eliminado pelo Grêmio.

“Depois que fomos eliminados eu recebi um convite do pessoal do Grêmio para fazer testes. Fiquei de julho a dezembro. Então fui chamado para retornar no ano seguinte com o grupo que na época era treinado pelo Andrey Lopes, o Cebola”, revelou em entrevista em 2015.

Como a maioria das famílias no Rio Grande do Sul, gremistas e colorados se dividem também no lar dos Braz. No entanto, nada de corneta. Apenas uma situação típica dos Pampas.

“Meu pai nunca colocou uma camiseta minha. Guardou todas com carinho”, contava sorrindo.

Com um excelente ano de 2010, onde sagrou-se campeão brasileiro Sub-20, as expectativas eram as melhores para o ano seguinte. Foi então que com o treinador Renato Portaluppi, ídolo do Tricolor, o lateral esquerdo recebeu a primeira chance no grupo profissional. No Campeonato Gaúcho ficou entre os três melhores da posição. As boas atuações se repetiram no ano seguinte, quando emprestado ao Veranópolis, conquistou o título de campeão do interior, sob comando de Gilmar Dal Pozzo.

Com força e velocidade para chegar ao ataque, tinha o cruzamento acima da média e também se destacava pela obediência tática, independente do sistema adotado. Ao regressar para o Grêmio, atuou somente em uma partida e foi preterido. Assim, seu término de contrato foi com empréstimos para o Vitória/BA e o Caxias/RS. Sempre trabalhando forte recebeu convite para seu primeiro Campeonato Paulista. Foi então que com a camiseta do Ituano conquistou o torneio estadual mais difícil e importante do país.

“Formamos um time bastante forte e com objetivos bem definidos. Ninguém acreditava que podíamos chegar ao título, somente nós mesmos no vestiário e comissão técnica. Eliminamos um a um os chamados grandes e graças a Deus tivemos esta bênção”, recordava.

Com a boa campanha e novamente ficando entre os principais de sua posição, Dener foi contratado pelo Coritiba, Clube a qual seu passe estava vinculado até final de 2016. Foi na capital paranaense que o cidadão recebeu um dos seus maiores presentes da vida. Seu filho Bernardo nasceu em meio à Série A de 2015.

Cedido à Chapecoense, disputou mais uma vez a elite do futebol nacional. No Campeonato Catarinense, apesar da campanha apenas razoável do clube, recebeu o troféu de Bronze na premiação Top da Bola, que premia os melhores da competição.

Casado desde os 18 anos com a Amanda, o profissional se definia como tranquilo, caseiro e sereno. Preferia um cinema e jantar com a esposa do que badalações. Frequentava a Igreja semanalmente e não tinha um gosto musical preferido, procurava escutar de forma bem eclética quando possível.

Na Copa Sul-Americana de 2016, Dener foi mais uma vez impecável. Demonstrava força e empenho do primeiro ao último minuto. Honrava a camiseta e orgulhava todos adeptos e simpatizantes da Chapecoense. Determinado a conquistar seu primeiro título internacional, o camiseta 6 marcou seu nome na história do Clube como um campeão sem receber medalha. Falecido no trágico acidente aéreo no dia 29 de novembro de 2016, Dener foi um vencedor que hoje zela por nós no céu.

Dener, para sempre em nossos corações!!!

Ficha técnica
Dener Assunção Braz
Data de nascimento: 28/06/1991
Local: Bagé/RS
Altura: 179cm

Clubes
– Guarany/RS (2006)
– Grêmio/RS (2008-2012)
– Veranópolis/RS (2012)
– Vitória/BA (2013)
– Caxias/RS (2013)
– Ituano/SP (2014)
– Coritiba/PR (2014)
– Chapecoense/SC (2015-2016)

Títulos
– Copa Sul-Americana (2016)
– Campeonato Catarinense (2016)
– Campeonato Paulista (2014)
– Campeão do Interior – Gauchão (2012)
– Campeonato Brasileiro Sub-20 (2010)

Conquistas pessoais
– Top da Bola/SC – Melhor lateral-esquerdo do Campeonato Catarinense (2016)
– Top da Bola/SC – 3º melhor lateral-esquerdo do Campeonato Catarinense (2015)
– 3º melhor lateral esquerdo do Campeonato Paulista (2014)
– 2º melhor lateral esquerdo do Campeonato Gaúcho (2013)
– 3º melhor lateral esquerdo do Campeonato Gaúcho (2011)

GALERIA DE FOTOS
Flickr Aguante

TODOS OS RELEASES
Dener

REDES SOCIAIS
Facebook Instagram

  • Share:

FALE CONOSCO

A Aguante está de portas abertas para recebê-lo.